Publicado em: 28/11/2018

Você já deve ter ouvido falar da palavra procrastinação, ela se tornou parte do cotidiano de muitas pessoas, quer seja pela quantidade, a cada dia maior, de afazeres e responsabilidades, ou pela dificuldade para organizar uma rotina produtiva e equilibrada.

Procrastinação é definida como o comportamento de adiar tarefas, de transferi-las para “o dia seguinte”, de deixar de fazer ou até mesmo interromper algo que deveria ser concluído dentro de um prazo estabelecido. Etimologicamente, a palavra “procrastinar” se originou a partir do latim procrastinatus e procrastinare, que significa “à frente de amanhã”.

O verbo procrastinar é utilizado para significar o negligenciamento de atividades, ou seja, aquilo que ocorre quando nos desviamos de um trabalho ou não damos a atenção e importância necessária, fazendo com que as atividades se acumulem gerando transtornos ainda maiores.

A procrastinação pode estar relacionada com a ansiedade, o stress, a baixa autoestima, a falta de criatividade e outros sentimentos que desmotivam o indivíduo a realizar suas atividades. Por isso é importante fazer uma autoavaliação e se necessário, um acompanhamento de um profissional, para tratar reverter este comportamento.

O primeiro passo para combater a procrastinação é estabelecer objetivos claros, realistas e condizentes com o seu tempo. Avalie a sua rotina, identifique os momentos que a procrastinação ocorre e busque estabelecer uma rotina onde as tarefas mais difíceis sejam prioritárias. Use técnicas como a ‘Pomodoro” (divisão do tempo dedicado à tarefa em períodos de 25 minutos; após transcorridos 25 minutos na realização da atividade é realizado um pequeno intervalo, que varia de 5 a 30 minutos). Faça o registro do seu progresso utilizando planilhas, gráficos, etc... Afaste-se do sentimento de culpa, empodere–se com suas competências e os seus recursos interiores para lidar com os desafios do dia a dia, comprometa-se com você mesmo.

Vença a dificuldade de estabelecer prioridades e executa–lás e, acima de tudo, discipline o seu cérebro com comportamentos, atitudes e hábitos que colaborem com o seu desenvolvimento e o alcance de seus objetivos.






Cascavel, 28 de Novembro de 2018

Prof. Ronaldo Reis

Coach, Psicologo e Palestrante  

Como vencer a Procrastinação?